Hackers na Rússia e Ucrânia!
13 de julho de 2016

Qual é mesmo aquela senha?

“Xiii… Qual é mesmo a minha senha?”

Você já deve ter se pego em uma situação dessas. Foi acessar algum site, e na hora de colocar o login se deu conta de que não mais sabia os caracteres cadastrados.

Então, você clica em “recuperar a senha”, aí lhe fazem uma pergunta secreta. Seria perfeito se não fosse um detalhe: a resposta você também não sabe. Resta a última opção: o envio de um código pelo celular. Ufa! Mas o problema é que como essa conta é antiga, o celular que você cadastrou na época já não lhe pertence mais.

E agora? Bem, só resta sentar e chorar. Ou tentar artimanhas mais trabalhosas e demoradas (e não garantidas) como entrar em contato com o suporte do site que você quer acessar e tentar alguma solução.

Se você não quer passar por uma encrenca semelhante, o melhor que tem a fazer é memorizar essas senhas, sem anotá-las em um papel. Sabendo que o ideal é que se criem senhas diferentes para cada site, a missão parece bem difícil. Mas só parece. Com algumas técnicas, fica fácil lembrar-se rapidamente dos códigos. Veja só:

1 – Crie uma regra e adapte-a para cada site.

Use apenas uma fórmula mestre, assim você não precisa criar diferentes lógicas para cada senha. Tendo que se lembrar de uma única técnica e adaptá-la para o site que está acessando.

Por exemplo, vamos criar a seguinte regra (mas não use esta que todos os leitores vão saber): Começa com o nome do site em questão. Pegamos as três primeiras letras do nome do site e invertemos a ordem. ConsultCORP, por exemplo, fica noc. Em seguida, se a quantidade de letras que compõe o nome do site, 11. O próximo caractere do código deve ser a primeira letra do seu nome em maiúsculo. Depois, inclua um caractere especial, como por exemplo “@”.

Parece confuso? Veja com os exemplos para esclarecer. ConsultCORP ficaria [email protected] Já uma conta no Skype ficaria [email protected] e o dropbox seria [email protected]

Isso é só um exemplo. Você pode criar a regra que preferir, só não se esqueça de que você terá que decorá-la.

2 – Troque letras por números ou símbolos.

Para que um código faça sentido para você, misturando letras, símbolos e números, sem usar datas óbvias, escolha uma palavra que lhe represente algo e a escreva usando todo tipo de caractere. Por exemplo, você é fã de futebol, então escolheu para o código, o nome de dois craques: Cristiano Ronaldo e Messi. Transformando os nomes em código, você irá ter: [email protected]@ld0 M3ss! Observe que a senha contem letras maiúsculas, minúsculas, símbolos, números e espaço. E é fácil de lembrar.

3 – Escolha uma frase e a reduza para formar a senha.

Como sempre, escolha algo que não seja óbvio. Por exemplo, um trecho de uma música que você curte. Suponhamos que seja o seguinte: “Como é grande o meu amor por você”. Então, pegue a primeira letra de cada palavra para formar a senha.

Mas lembre-se que é preciso mesclar letras, números e símbolos, portanto, use a mesma lógica citada na dica acima. Quando der para substituir a letra por outro caractere que faça sentido, substitua.

Dessa maneira, formaremos a seguinte senha : Cegom<3pVC. Observe que aproveitamos o símbolo dos internautas que representa coração para substituir a palavra amor, utilizando assim, diferentes caracteres.

4 – Use gerenciadores de senhas.

Se nada disso funcionar com você, a sua vida pode ficar mais fácil com a ajuda da tecnologia. Há uma série de aplicativos para isso. Os gerenciadores de senha guardam todos os códigos e você só precisa se lembrar da senha-mestra.

A F-Secure oferece GRATUITAMENTE o F-Secure KEY, a ferramenta perfeita e segura para você guardar suas senhas e não se preocupar mais em ficar quebrando a cabeça na hora de lembrar!

Faça o download gratuito em:
https://www.f-secure.com/pt_BR/web/home_br/key